Entre em Contato   Início   Onde Estamos?  
Pensando Saúde no Facebook Pensando Saúde no Twitter Pensando Saúde no Linkedin Pensando Saúde no Youtube Pensando Saúde no Google+
 

 

 

O medo influencia os movimentos do corpo e gera crenças errôneas sobre o tratamento e a prevenção da dor na coluna. Essa condição leva muitas pessoas a perderem o bom humor e a sofrerem com a dor aguda nas costas, e contribui também, para perpetuar as dores em pacientes com dor lombar crônica.

 

O medo e a evitação dos movimentos geram as crenças errôneas sobre a dor lombar.

 

Estudo mostra que pessoas sem história de dor lombar, e que são submetidas a trabalhos físicos estressantes, como sentar por longos períodos, por exemplo, não estão relacionados com a dor lombar. Mas, o medo e a evitação dos movimentos que se transformaram numa crença da lesão, estão relacionados a episódios de dor lombar.

 

Pessoas com história prévia de dor lombar, submetidas a trabalhos físicos estressantes, como sentar por longos períodos, ou carregar um peso sem cuidado, por exemplo, e com medo e evitação dos movimentos, que se transformaram numa crença da lesão, são importantes para novos episódios de dor lombar.

 

Além disso, os resultados sugerem que as crenças, o medo e a evitação dos movimentos estão mais fortemente relacionados com vários dias de dor lombar do que alguns dias.

 

Isto prova que as crenças, o medo e a evitação dos movimentos estão presentes antes do início da dor lombar e no processo recíproco com a experiência de dor lombar.

 

A crença errônea da lesão está por trás da dor na coluna.

 

A compreensão dos fatores mecânicos / físicos e comportamental que está associada aos problemas da coluna, pode levar muitos pacientes que sofrem com a dor lombar aguda e crônica, a uma solução definitiva do problema.

 

Segundo a associação britânica de fisioterapeutas Chartered Society of Physiotherapy, há muitos mitos sobre o que provoca a dor nas costas e como lidar com ela. Esses mitos, por sua vez, geram medos infundados e exagerados, como por exemplo, o medo de nos movimentarmos quando sentimos dor. O problema, explicam os fisioterapeutas, é que o medo e a evitação dos movimentos pode levar à piora no estado do paciente com dor lombar aguda e crônica.

 

É preciso combater a desinformação sobre o tema, com mais conscientização e educação pública, em termos de crenças errôneas sobre dor na coluna.

 

Crenças incapacitantes e dor lombar persistente.

 

  

Vídeo: Dr. Ney Meziat é fisioterapeuta, doutorado e mestrado em Saúde Coletiva / Epidemiologia pelo Instituto de Medicina Social da UERJ.

 

“São dois os principais perfis de pacientes com dor lombar persistente em relação às crenças incapacitantes."

 

"O primeiro grupo é o que têm medo do dano. Nesses casos o resultado da ressonância magnética associado ao comentário negativo de algum profissionais de saúde, pesquisa do google, opiniões de amigos, reforçaram a ideia de que a coluna está com a estrutura ruim e por isso deveria ser protegida."

 

"O segundo perfil não dá importância para o resultado da ressonância, ou nem sequer fez o exame de imagem, mas também tem incapacidade importante. Esses pacientes geralmente têm medo da dor e do sofrimento e isso faz com que eles evitem as situações arriscadas, segundo eles.”

 

Dr. Ney Meziat é fisioterapeuta, doutorado e mestrado em Saúde Coletiva / Epidemiologia pelo Instituto de Medicina Social da UERJ.

 

 

Exames de imagens causam mais mal do que bem no tratamento da dor lombar.

 

 

Um grande número de estudos concluiu que resultados de exames de imagem, como raios-X e ressonância magnética, por exemplo, não refletem adequadamente os sintomas de pessoas com dor lombar.

 

E para alimentar as crenças errôneas e complicar ainda mais as coisas, as pesquisas também revelaram que a maioria dos exames feitos em pessoas que não sofrem de dor lombar apresenta alterações, ou seja, alterações que não são acompanhadas de qualquer sintoma.

 

Fisioterapeutas em todo mundo dizem, portanto, que o exame em si não é capaz de explicar com exatidão por que alguém está sentindo dor.

 

Os exames de ressonância magnética são relevantes em alguns casos, e são necessários e úteis quando bem indicados, o que não ocorre na maioria dos casos. Aumento abusivo de cirurgias de coluna.

 

A história contada pelo paciente e o exame físico.

 

A história e o exame físico na avaliação da dor lombar são mais confiáveis na elaboração do diagnóstico do que as imagens da coluna.


 
Descobriram-se nos EUA que o exagero de prescrição de exames de imagens em paciente com dor lombar, está correlacionado com o aumento considerável nas taxas de cirurgias ao longo dos últimos 10 anos.

 

O estudo mostrou que não existe diferença em resultados de tratamento de pacientes que fizeram a ressonância magnética e aqueles que não fizerem este exame.

 

Na verdade, os resultados de tratamento em curto prazo favoreceram mais aqueles pacientes que não fizeram o exame de Ressonância Magnética, por outro lado, os que fizeram o exame de imagem se mostraram mais com medo e preocupados com volta da dor lombar.

 

Na verdade, alguns estudos sugerem que, em alguns casos, o exame pode piorar a situação, influenciando negativamente o paciente, por exemplo.

 

A rotulagem dos pacientes com dor lombar.
 
Os riscos associados à imagem de rotina incluem a exposição à radiação desnecessária e rotulagem do paciente. O fenômeno da rotulagem dos pacientes com dor lombar foi estudado e mostrou que piora a sensação de bem-estar dos pacientes.

 

Dor é diferente de lesão, mas, a crença errada insiste em misturar.

 

A vivência da dor na coluna raramente é proporcional à severidade da lesão, explicam os especialistas. A dor é muito mais complexa do que se imagina.

 

A intensidade da dor é uma percepção subjetiva de um indivíduo a respeito de quão ameaçado ele está.

 

As experiências vividas, a saúde da pessoa em geral, as suas crenças, os níveis de sono, os exercício realizados e o bem estar psicológico, tudo isso tem um papel importante em determinar quanta dor uma pessoa pode sentir.

 

Tratamento eficaz – Dor na coluna.

 

 

 

Um tratamento eficaz para dor lombar aguda ou crônica, passa pela compreensão das crenças, do medo e da evitação dos movimentos. Esse caminho pode ajudar os pacientes a descobrirem a verdadeira origem da dor e por um fim, na peregrinação e romaria por uma informação confiável sobre o problema.

 

A palavra chave de um tratamento eficaz para dor lombar aguda ou crônica é educação. É importante identificar a origem das dores e ensinar o paciente sobre as causas do problema. Dessa forma o paciente saberá corrigir o problema e não cultivará o medo ou a evitação do movimento, não criando assim, uma crença errada do problema.

 

Ensinar o paciente sobre os exercícios específicos, sobre a postura e, é claro, ensinar sobre a mudança de comportamento diante da prevenção, é o que existe de mais eficaz para o tratamento e a prevenção de futuras crises de dor lombar aguda e crônica.

 

Tratamento de Fisioterapia Avançada - Método McKenzie.

 

O Método Mckenzie de Diagnóstico e Terapia Mecânica (em inglês, Mechanical Diagnosis and Therapy – MDT) é um sistema de tratamento amplo, com base em provas de avaliação e de condução de problemas musculoesqueléticos. O Método McKenzie possibilita avaliar e diagnosticar todas as áreas do sistema musculoesquelético.
 
Existem diversos tratamentos para problemas musculoesqueléticos no mundo, mas, por outro lado, poucos desses tratamentos são baseados em evidências. A efetividade da avaliação e a solução na condução do problema, proporcionado pelo Método McKenzie no mundo, o validou como uma Fisioterapia Avançada eficaz, e que está ajudando milhares de pacientes no mundo, a resolver diversas doenças do sistema musculoesquelético.

 

Dr. Abnel Alecrim, Fisioterapeuta, Especialista em Reabilitação Musculoesquelética e Esporte, Campinas, SP, Brasil.

 

Fique livre das dores na Coluna e irradiada para as pernas e braços. Faça a Fisioterapia Avançada.
 




Deixe seu recado:
Seja bem-vindo!
Acesse sua conta, aqui.


Cadastre-se e receba nossos informativos

 

Curta e Interaja

 

 

Entrevista na Rádio CBN
Entrevistas na Rádio CBN - Dr. Abnel Alecrim

Tudo sobre Hérnia de Disco

Má postura das Crianças

 

 

Veja Nossos Artigos
fisioterapeuta, campinas, rpg, metodo mckenzie, tratamentor, dor no quadril

- Hérnia de Disco
- Dor na Coluna
- Dor no Pescoço
- Você não tem que viver com Bruxismo
- Esporão de Calcâneo
- Dor no Joelho

 

 

Veja as Perguntas e Respostas
fisioterapeuta, campinas, rpg, metodo mckenzie, tratamentor, dor no quadril

- Discopatia Degenerativa

- Hérnia de Disco
- Hérnia de Disco Extrusa

- Dor nas Costas
- Escoliose

  

 

Loca lização

fisioterapeuta, campinas, rpg, metodo mckenzie, tratamentor, dor no quadril

Av. Dr. Heitor Penteado, 428,

Taquaral Campinas, SP

Mapa de Localização

 

 

Entre em Contato
(19) 3308-6330

(19) 3212-1140

Segunda à Sexta 
das 8h às 18h.



Solicitação de
Agendamento

Nome:
E-mail:
DDD + Telefone:
Cidade:
Horário Desejado:
Dia da Semana:
Sintomas:
 

19 3308-6330
19 3212-1140

Campinas/SP

Pensando Saúde - Dr. Abnel® 2012 - 2017 - Desenvolvido por Dinamicsite